domingo, 12 de abril de 2015

Moça, tu te completa.

                        (Do blog http://bmarttins.blogspot.com.br/ )

Ei moça, me diz o que tu esconde nesse coração, me conta dos teus segredos, dores e medos. Transparece essa tua alma triste e reluzente pra mim. Tu é um furacão, tu abala as minhas estruturas físicas e mentais, tu é intensa em um mundo que se tornou vazio, tu mantém a tua essência, tu transborda.. Transborda de amor, de ódio, de raiva e eu acho isso encantador. 
Tu irradia luz e mesmo com toda a melancolia aparente que carregas no olhar e na voz, tu trás contigo uma paz que preenche todas as lacunas da minha alma. Tu é iluminada por si só. 
Tens teu humor ácido e amargo que luta diariamente com teu lado calmo e sensato. Teu silêncio é cheio de barulho, que chega a ser estrondoso. Tu é o excesso e a exceção. Moça, tu carrega contigo todas as dores do mundo e ao mesmo tempo o sorriso mais leve e espontâneo que eu já vi. Tu exala felicidade.
Tu tem em ti um temperamento agridoce, é despretensiosa e é sonhadora sem deixar que isso tome conta de ti. 
E o que falar do teu olhar que hipnotiza? do teu toque delicado cheio de malícia e do iceberg que tem no teu peito que tem a fumaça, a brasa, o fogo, o fogaréu inteiro.. 
Essa tua meiguice aparente com esse ar de sedução incandescente. Tua pitada de sensualidade eloquente, que na tua presença até o ar fica mais quente. Tu é um caso perdido, mas mesmo assim fosse o meu acaso mais bonito.
Tu é mágica, tu é um paradoxo, tão complicada e ao mesmo tempo tão complexa. Tu tem uma alma de poeta, que nem o teu pior inimigo te afeta. 
Apesar de tudo que tu acha que te falta moça, tu é inteira, tu te completa.

Bárbara Martins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário